Amor que é amor

Amor que é amor

Um bocadinho do que a Carolina escreveu sobre amor quando é amor.

Aqueceu-me o coração e hoje faz frio.

 

“O amor quando é amor fica. Se fugiu não era amor, se partiu não era amor, se se manchou era amor e então limpa-se devagar e cura-se com cuidado. Fica e dá a mão, fica e apanha os cacos todos, fica para dizer que o amanhã vai ser melhor ainda que minta, fica porque se veste de esperança. O amor quando é amor é muitas vezes exagerado e imprudente, porque quer tudo muito e com muita força. Não quer que ninguém o leve, não quer que ninguém lhe sopre para que arrefeça, não quer que ninguém o altere não quer que ninguém o corrompa. O amor quando é amor tem algumas lágrimas e alguma dor porque não cabe nas mãos, foge a correr como um louco,volta a chorar como um filho, faz de nós trapos e reis e nem sempre é fácil de ler”. – Carolina Deslandes