More this way.

More this way.

Ainda não descobri se ser livre é igual a ser desapegado, ainda estou a tentar a descobrir. De qualquer das maneiras, sempre acreditei que ser livre não é compatível com ter amarras sejam elas físicas ou não.

Nunca tive o sonho de poder comprar uma casa nem nunca me passou pela cabeça comprar um carro a pronto. Acredito que a vida é volátil de mais para assumir compromissos com tanta seriedade, sempre mudei de opinião rápido, o que eu gosto de fazer hoje posso não gostar amanhã, por isso, sempre achei que seria melhor não arriscar em investimentos a longo prazo.

Sempre tive medo que a liberdade me fugisse, e a verdade é que quanto mais coisas temos menos espaço existe para sermos verdadeiramente livres. O ter coisas torna-nos rigídos, menos receptivos à mudança e naturalmente menos verdadeiros porque estamos acomodados.

Não sei se é assim ou não, ainda estou a descobrir. Secalhar um dia compro uma casa com um jardim cheio de flores e sou feliz para sempre, mas até lá vou continuar a querer não ter nada para poder ter a liberdade de poder chamar de casa as pessoas que vou conhecendo e aos lugares bonitos da vida.